Conheça 8 soluções para uma cidade mais ecológica


Large Cities Climate Leadership Group

Está acontecendo do dia 31 de maio a 30 de junho na cidade de São Paulo, o C40 (Rede C40 – Large Cities Climate Leadership Group), evento que reuni prefeitos e líderes das principais metrópoles do planeta para trocar experiências e debater ações de combate e adaptação às mudanças climáticas que podem ser adotadas pelos governos locais.

Veja uma seleção de 8 soluções usadas nestas metrópoles para soluções de problemas como o trânsito, alta emissão de carbono, geração de energia e outros.

1.Bicicletas

Tráfego de biciletas na cidade de Compenhague

A bicicleta obteve muito destaque no evento para a solução do transporte e muito sitado por Frank Jensen, prefeito de Copenhague. Ele mesmo diz ir ao trabalho todo os dias com a sua bike. Incentivo ao uso da bicicleta no dia a dia para combater as emissões dos automóveis também é realizado com sucesso em Bogotá, na Colômbia, Barcelona, na Espanha, e em Paris, na França. O aluguel de bicicletas na França opera 24 horas por dia, 7 dias por semana

2. Aluguel de carros elétricos

Site do Autolib http://www.autolib.fr

A vice-prefeita de Paris, Anne Hidalgo, anunciou para outubro de 2011 uma proposta antiga, a de alugar carros elétricos . Serão três mil automóveis que poderão ser alugados em 1.000 estações por toda a cidade. Os carros funcionam a bateria. O programa, apelidado Autolib , é semelhante ao bem sucedido programa de aluguel de bicicletas Velib lançado em 2007. E o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, assinou um acordo com montadoras para viabilizar a circulação destes carros na cidade. Eletropaulo, Britaldo Soares, para estudar a implementação de carros elétricos no município.

3. Ônibus a gás e energia eólica

Outro modelo destacado no encontro de prefeitos foi o de Los Angeles, nos EUA. Além de incentivar o uso e produção de carros elétricos, a cidade possui 2300 ônibus movidos a gás natural e tem faixas exclusivas para carros com mais de uma pessoa. A medida adotada ocasionalmente em São Paulo, deve se tornar permanente nas próximas semanas, segundo o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que ainda afirmou que estuda como tornar a ciclovia funcional também durante os dias da semana. Em Los Angeles (foto), é possível pagar cerca de 2 dólar a mais para receber energia de fonte renovável, como a eólica.

4. Pedágio urbano

O valor do pedágio é de 8 libras, caso não pague a multa é de 50 libras.

O pedágio urbano, que causa bastante polêmica, foi apontado na C40 como solução para combater o aquecimento global e as emissões de gases do efeito estufa. Londres, Estocolmo e Tóquio já aderiram. A ideia taxar a circulação de veículos em áreas da cidade. Londres (foto) introduziu em 2003 o que chama de London congestion charge (por isso a letra C escrita no chão) que cobra para que veículos entrem no centro da cidade.

5. Rodízio de carro, enegia limpas

São produzidos 20 mega watts por hora a partir da utilização dos gases de aterro sanitário Bandeirantes.

São Paulo foi escolhida para abrigar o encontro que ocorre a cada 2 anos. Os programas que a cidade de São Paulo está comprometida são o rodízio, o programa Cidade Limpa, a reciclagem de lixo e a ciclovia são apontados como iniciativas verdes da cidade, mas os aterros de São João e Bandeirantes (foto) são o principal destaque. Em locais dos aterros, a prefeitura capta o gás que sai dos resíduos (normalmente dióxido de carbono e metano, dois dos principais gases causadores do efeito estufa) e o transforma em energia. Como também evita o envio de gases para o ambiente, é possível receber créditos de carbono. O dinheiro recebido foi aplicado nas regiões próximas aos aterros.

6. Taxi elétricos

Táxis que não poluem são uma das soluções encontradas em Seul (foto) e Estocolmo. Seul, na Coreia do Sul, ainda possui o “dia sem Carro”. Quem deixa o carro em casa recebe estacionamento grátis e descontos em impostos. A medida reduziu a emissão de gases do efeito estufa em 10% em um ano.

7.Semáforo de LED

Vem de Chicago (foto) o exemplo de usar luzes LED em semáforos da cidade. A luz economizou energia em 85% ao ano. A mesma medida já é usada por Belo Horizonte e outras cidades do Brasil.

8. Metrô

O Metrô de Nova Iorque é o maior sistema de transporte público do mundo, tanto em número de estações quanto em comprimento de pista.

O ótimo sistema de transporte público de Nova York é um dos principais pilares da proteção do meio ambiente. O prefeito da cidade, Michael Bloomberg, disse que usa o metrô para se locomover. Além disso, a cidade possui diversos parques. O sistema de metrô de Nova Iorque possui 368 km de extensão, 468 estações e 1,4 bilhões de pessoas utilizam o metrô anualmente. Apenas para comparação o sistemas de metrô de São Paulo possui 70,6km de extensão, 62 estações e 845,6 milhões de pessoas utilizam o metrô anualmente.

 

Fonte: Uol

Use EcoBags

Use Pense ECO!

Visite o novo site da www.penseeco.com

Compre já sua sacola na Pense ECO! Store www.penseeco.com/store

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: