Jardins em miniatura chamam atenção nas ruas de Londres

Steve Wheen - transforma buracos nas ruas em pequenos jardins.

Até onde a criatividade pode nos levar? No caso de Steve Wheen, levou muito longe e foi capaz de superar a barreira do esperado. Autor do blog The Pothole Gardener (O Jardineiro do buraco), ele apresenta em fotos sua arte, jardins em miniatura nos buracos das ruas do leste de Londres. A ideia veio de um projeto de faculdade que tem crescido cada vez mais (sem trocadilhos!).  Escolhendo sempre ruas movimentas para que o objetivo sempre seja alcançado, chamar atenção dos transeuntes.

E como seria este projeto aqui no Brasil? O resultado talvez seria mais jardim e menos asfalto!

,

 

Use EcoBags

Use Pense ECO!

Visite o novo site da www.penseeco.com

Compre já sua sacola na Pense ECO! Store www.penseeco.com/store

Anúncios

Dia mundial sem carro

Hoje, 22 de setembro, é o dia mundial sem carro! Para isso, vamos dar uma dica, São Paulo já existe bicicletas para aluguel. A iniciativa começou com o Instituto Parada Vital.

As estações que ganharam novos bicicletários são Santana e Liberdade, na Linha 1 (Azul), Vila Madalena, na Linha 2 (Verde) e Brás, Barra Funda e Santa Cecília, na Linha 3 (Vermelha). O bicicletário da estação Armênia, Linha 1 (Azul), no entanto, nao foi inaugurada.

Com as oito estações que já disponibilizam o serviço, São Paulo passa a ter disponíveis 187 bicicletas para o aluguel e 683 vagas para estacioná-las na rede Estapar.

Bicicletário em São Paulo

Como funciona
A primeira hora de uso é gratuita. A partir da segunda, são cobrados R$ 2 por hora adicional. Quando retira a bicicleta, o ciclista recebe também um capacete e um cadeado. Todos os equipamentos podem ser devolvidos em qualquer bicicletário do sistema.

Segundo o Instituto Parada Vital, responsável pela gestão dos bicicletários, 3.308 empréstimos foram realizados entre o início do projeto, em 27 de setembro de 2008, e o dia 20 de janeiro.

Cadastro
O usuário precisa deixar uma garantia de pagamento para usar o equipamento. Caso opte pelo cartão de crédito, ele deve comparecer a um dos bicicletários com RG e CPF. O cartão deve ter um limite disponível de R$ 350 – que não é cobrado durante o uso.

Quem não possui cartão de crédito ou não quiser utilizá-lo pode fazer uma carteirinha para utilizar o sistema na sede do Instituto Parada Vital, na Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo.

É preciso apresentar RG, CPF, comprovante de residência e duas fotos 3×4. O cadastro é aprovado em três dias úteis, e o usuário deve pagar um boleto bancário de R$ 50 (R$ 25 de taxa de cadastro e R$ 25 em créditos a serem utilizados com as bicicletas). Posteriormente, poderão ser feitas novas recargas.

O serviço pode ser utilizado entre 6h e 22h, de segunda a domingo. Na estação Paraíso, o bicicletário funciona até as 20h, de segunda a sexta-feira, e até as 22h, aos fins de semana. No estacionamento Estapar do Shopping Frei Caneca, o funcionamento é das 10h às 22h todos os dias.

São Paulo ainda tem muito que melhor em relação às alternativas de transporte, mas já é uma iniciativa que temos que apoiar para que continue e cresça cada vez mais!

Para mais informações entre no site do Instituto Parada Vital www.paradavital.org.br

Veja o vídeo sobre os bicicletários em São Paulo.

Fonte: Conut, Instituto Parada Vital

Use EcoBags

Use Pense ECO!

www.penseeco.com

Nova Camisa da Seleção para a Copa do Mundo 2010

A nova camisa amarela 1 da seleção brasileira tem pequenos detalhes em verde nos ombros, com cinco estrelas no fim.

No dia 25 de fevereiro de 2010 foi lançado a nova camisa da seleção brasileira. A Nike empresa que fornece os materiais esportivos da nossa seleção apresentou em Londres na Inglaterra, o modelo 2010 da camisa brasileira. Com um design simples e praticamente toda em amarelo, a camisa dos brasileiros na Copa do Mundo de 2010 possui novidades invisíveis aos olhos.

De acordo com a fabricante, a camisa é construída com 100% de materiais recicláveis: oito garrafas plásticas foram utilizadas na confecção de cada peça. Foram recolhidas garrafas em lixões, que após serem processadas e transformadas em poliéster, confeccionaram as camisetas das dez seleções patrocinadas pela Nike.

As garrafas são lavadas para remoção de impurezas e cortadas em pequenos flocos, que então são derretidos para se transformarem em fios bem finos. É a partir desses fios que se forma o poliéster que compõe o tecido.

Mais uma das novidades da camisa da seleção é que, ela não tem costura e sim cola substituindo as costuras a fio, tecnologia semelhante a usada na Fórmula 1, essa medida foi feita pra reduzir o peso, deixando-a com 160 gramas, segundo a Nike 15% menos do que a camisa utilizada na copa de 2006.

Outra novidade é seu ajuste dinâmico, que “adapta” a camisa às curvas do corpo do atleta que a veste. Além disso, o uniforme é estruturado em malha dupla. O resultado disso é mais mobilidade para o jogador, bem como 10% a mais de elasticidade se comparada com uniformes tradicionais.

Lançamento da camisa com Alexandre Pato

Outra novidade anunciada é que as camisas oficiais, que eram desenvolvidas exclusivamente para os jogadores, também passam a ser vendidas em lojas.

São necessárias até oito garrafas para produzir uma camisa e, segundo a Nike, o processo de fabricação diminui em até 30% o consumo de energia se comparado ao uso de poliéster novo.

Fonte: TechEnd Brasil, Baixaki

Use EcoBags

Use Pense ECO!

www.penseeco.com

15 cidades mais ecológicas do Mundo

Pense ECO! sacola ecológica

Sacola Ecológica

Estas cidades não são literalmente mais verdes lugares na Terra, algumas ainda tem um longo caminho a percorrer para a sustentabilidade, mas o site Grist elegeu as cidades que merecem destaques e reconhecimento pelos feitos e avanços impressionantes para ajudandar seus muitos milhões de habitantes a viverem melhor.

Deixe você também a sua opinião sobre a cidade mais verde na seção de comentários!

1- Reykjavik - Islândia

1- Reykjavik - Islândia

1- Reykjavik – Islândia

A capital da Islândia é um exemplo de cidade que está a caminho da sustentabilidade. Todos os ônibus são movidos a hidrogênio e há uma rígida política de incentivo ao uso do transporte público. Além da cidade de nome quase impronunciável, todo o país é abastecido quase exclusivamente  por fontes renováveis de energia e tem o compromisso de se tornar, até 2050, livre de combustíveis fosséis. O prefeito da cidade tem por meta tornar Reykjavik a cidade mais limpa da Europa.

2 - Portland - Oregon USA

2 - Portland - Oregon USA

2 – Portland – Oregon / USA

A Cidade das Rosas, como é conhecida, é um exemplo de planejamento urbano e uma das cidades mais verdes que há para se viver. Foi a primeira cidade a aprovar um plano global para reduzir as emissões de CO2 e tem políticas agressivas para incentivar as construções ecologicamente corretas. Os meios de transporte público ajudam muito a retirar milhares de carros das ruas e a cidade orgulha-se dos 92.000 hectares de espaços verdes e mais de 120 quilômetros de ciclovias e trilhas.

3 - Curitiba, Brasil

3 - Curitiba, Brasil

3 – Curitiba, Brasil

Com um sistema de transporte público invejável a outras metrópoles, Curitiba é um oásis em meio às capitais brasileiras.  O sistema integrado de transporte de massas foi aclamado como um dos melhores do mundo, apesar de vir sofrendo com o excesso de carros particulares nas ruas. Curitiba tem a impressionante marca de 180 metros quadrados de área verde por habitante e, de acordo com pesquisas, 99% de sua população está contente com a cidade em que vive.

4 - Malmö, Suécia

4 - Malmö, Suécia

4 – Malmö, Suécia

Conhecido por seus extensos parques e áreas verdes, a cidade de Malmö, terceira maior cidade da Suécia, é um modelo de desenvolvimento urbano sustentável. Com o objetivo de tornar a cidade uma “ekostaden” (eco-cidade), vários bairros já foram transformados usando design inovador com alternativas sustentáveis. O incentivo ao uso da bicicleta e o extenso sistema de transporte público torna a cidade ainda mais verde.

5 - Vancouver - Canadá

5 - Vancouver - Canadá


5 – Vancouver – Canadá

Situada entre as montanhas e o mar, a cidade de Vancouver é um paraíso para os amantes da natureza. Com 90% de sua energia proveniente de fontes renováveis (hidroelétrica, eólica e solar), a cidade promete, em poucos anos, zerar a utilização de combustíveis fosséis. A área metropolitana possui 200 parques e mais de 18 km de rio e vem desenvolvendo políticas sérias para alcançar o índice de cidade 100% sustentável.

6 -  Copenhague, Dinamarca

6 - Copenhague, Dinamarca

6 –  Copenhague, Dinamarca

Com um grande parque eólico gerador de energia e uma imensa população que se locomove apenas em bicicletas, Copenhage é um sonho verde. A cidade acaba de inaugurar um novo sistema de metrô, o que tornou o trânsito ainda mais eficiente. A cidade ganhou recentemente o Prêmio Europeu de Gestão Ambiental pela limpeza das vias públicas e o planejamento ambiental a longo prazo.

7- Londres, Inglaterra

7- Londres, Inglaterra

7- Londres, Inglaterra

Desde o Plano de Ação para as Mudanças Climáticas, a capital da Inglaterra vem inovando e se tornando mais verde. De acordo com o plano, Londres vai mudar 25% de sua energia para fontes renováveis e cortas as emissões de CO2 em 60% nos próximos 20 anos. Há também um plano de incentivo para os habitantes renovarem e melhorarem a eficiência energética de suas casas. A cidade também já fixou altos impostos sobre o transporte pessoal para limitar congestionamentos na zona central da cidade, além de políticas de incentivo aos veículos elétricos, híbridos e SUVs.

8 - San Francisco, Califórnia, USA

8 - San Francisco, Califórnia, USA


8 – San Francisco, Califórnia, USA

Quase metade de todos os moradores de São Francisco andam de transporte público, à pé ou de bicicleta diariamente e mais de 17% da área total da cidade é reservada a parques e espaços verdes. São Francisco também é líder nas construções certificadas (LEED), com mais de 70 projetos registrados. Desde 2001, a cidade abriu uma grande linha de financiamento para a criação de painéis solares, turbinas eólicas e para a melhoria da eficiência energética. Foi a primeira cidade do mundo a proibir sacos plásticos não-recicláveis e brinquedos que contenham produtos químicos.

Fontes:

http://www.grist.org

http://www.energiaeficiente.com.br

Use Sacolas Ecológicas Pense ECO!

A história das coisas

Este vídeo é muito bom! Não é à toa que ele tem mais de 300.000 exibições. Se você já assistiu sabe porque estou falando isso, agora se você não assistiu, assista e descubra a verdadeira “história das coisas”.

Tem dublado e legendado!

DUBLADO

LEGENDADO

www.penseeco.com

Composteira Elétrica

Como no último post, demostramos soluçõe para o lixo doméstico. Agora vou apresentar uma composteira elétrica, que ainda não está a venda no Brasil.

Composteira automática NatureMill

Composteira automática NatureMill

A composteira elétrica é da marca NatureMill, um produto totalmente prático, que pode ser utilizado em qualquer casa ou apartamento. Seu funcionamento é bem simples, você pode colocar todo o tipo de alimento, até mesmo carne, frango, peixe, diferente das tradicionais composteiras caseiras.

Consumindo apenas 10 watts ela processa até 55kg de resíduos orgânicos por mês. Inteiramente automática e livre de odores, por conter um fluxo de ar contínuo e um filtro poderoso de carbono removendo assim todos os odores. Uma luz vermelha lhe dirá quando for necessário esvaziar a máquina, o que significa um tempo médio de 2 semanas assim o adubo estará pronto. Podendo até receber as necessidade de animais estimação.

O jeito é esperar que idéias assim cheguem ao Brasil. Ah só para informar o preço da máquina varia entre U$299,00 á U$399,00.

Prática com opção de imbutir no armário da cozinha

Prática, com opção de embutir no armário da cozinha

%d blogueiros gostam disto: