Telhas Ecológicas

Telha feita de garrafa PET pela Telha Leve (Fotos: Divulgação)

Rio de Janeiro – O uso de garrafas PET em tapetes, bases de pufes, luminárias e sistemas de aquecimento solar já é conhecido. Pois

Pense ECO! sacola ecológica

Sacola Ecológica Pense ECO!

no segmento de materiais de construção, o tal polietieleno tereftalato também vem ganhando destaque. Em Manaus, o engenheiro eletrônico Luiz Antônio Pereira Formariz começou a investir na resina, tradicionalmente usadas em embalagens de refrigerante e água mineral, para fazer telhas. Assim, fundou a empresa Telhas Leve. O custo do metro quadrado do produto é de R$ 39, duas vezes mais alto que o da telha convencional de barro, que gira em torno de R$ 19. Mas, de acordo com Formariz, devido à sua leveza, o gasto com a estrutura do telhado custa R$ 15, um quarto do preço da tradicional, que é de R$ 70 em média.

As telhas de PET podem ainda ser encontradas em diferentes cores, como azul, amarela e vermelha. A marrom-cerâmica reproduz fielmente o tom das peças de barro. E a durabilidade do produto pode ser até cinco vezes maior. Além disso, Formariz destaca a importância que o produto traz ao meio ambiente.

 

Cores diferentes de telhas de plástico reciclado

“Hoje em dia, devido a popularização do consumo de refrigerantes embalados em garrafas de PET, a telha plástica tornou-se também uma grave ameaça ao meio ambiente, pois, após o consumo do conteúdo dessas garrafas, elas se transformam em lixo, causando poluições que afetam drasticamente o meio ambiente. Com a reciclagem do PET, existe a possibilidade de controlar esse problema, pois o material poderá ser transformado em outros produtos de grande utilidade e necessidades básicas para as pessoas”, explica o engenheiro.

A coleta das garrafas PET é feita por cooperativas e associações de catadores de lixo. A reciclagem do material, segundo o engenheiro, além de poder contribuir para uma possível fonte de renda para famílias pobres ou desempregadas, reduz os de custos de fabricação dos produtos. Por ser um material que depende apenas de coleta, reciclagem, e dos devidos tratamentos de preparação, o plástico implica num preço um pouco menor do que se fosse comprado novo.

Curta a Página da Pense ECO! no Facebook Curtir

Use Sacolas Ecológicas. Use Pense ECO!

Anúncios

Composteira Elétrica

Como no último post, demostramos soluçõe para o lixo doméstico. Agora vou apresentar uma composteira elétrica, que ainda não está a venda no Brasil.

Composteira automática NatureMill

Composteira automática NatureMill

A composteira elétrica é da marca NatureMill, um produto totalmente prático, que pode ser utilizado em qualquer casa ou apartamento. Seu funcionamento é bem simples, você pode colocar todo o tipo de alimento, até mesmo carne, frango, peixe, diferente das tradicionais composteiras caseiras.

Consumindo apenas 10 watts ela processa até 55kg de resíduos orgânicos por mês. Inteiramente automática e livre de odores, por conter um fluxo de ar contínuo e um filtro poderoso de carbono removendo assim todos os odores. Uma luz vermelha lhe dirá quando for necessário esvaziar a máquina, o que significa um tempo médio de 2 semanas assim o adubo estará pronto. Podendo até receber as necessidade de animais estimação.

O jeito é esperar que idéias assim cheguem ao Brasil. Ah só para informar o preço da máquina varia entre U$299,00 á U$399,00.

Prática com opção de imbutir no armário da cozinha

Prática, com opção de embutir no armário da cozinha

O que fazer com o lixo?

foto Joshua Benoliel Ruah

foto: Joshua Benoliel Ruah

Muitas das pessoas perguntam, qual a solução para o lixo que usamos? Como será o mundo sem as sacolas de plástico? Onde vamos colocar o lixo?

Primeiro passo é a REDUÇÃO. A atitude de utilizar os produtos descartáveis é extremamente negativo, pois vivemos em um mundo finito, quando utilizamos produtos que tem pequenas vidas úteis, complica todo o ciclo do meio ambiente.

O segundo passo é REUTILIZAR. Mas como reutilizar o lixo doméstico sem utilizar sacolas plásticas? Aí que está a grande novidade. O lixo seco (papel, embalagens, metal, etc) pode-se ser depositados em sacos de papel. Já o lixo orgânico podemos fazer a compostagem, que é o processo acelerado de decomposição de matérias orgânicas,  tendo como fim o adubo.

Veja o vídeo com algumas dicas para a compostagens. E no próximo post, vamos mostrar um novo sistema de compostagem do lixo doméstico para os nossos lares. Não perca!

%d blogueiros gostam disto: