Família britânica produziu apenas uma sacola de lixo em 2010

Os Strauss e seu troféu minimalista: quase nenhum lixo - foto: zerowaste.com

Os Strauss reciclam quase tudo. Compram verduras e frutas nos mercados locais para evitar embalagens, levam seus próprios recipientes quando vão ao açougue, plantam grande parte da própria comida e transformam os restos dos alimentos em adubo. Usam painéis solares e baterias recarregáveis para gerar energia. Tanto cuidado resultou em uma façanha e tanto: uma família de três pessoas produziu apenas uma sacola de lixo durante um ano.

Na Inglaterra, uma família média produz cerca de 750 kg de lixo por ano. Os Strauss, também ingleses, não produziram sequer 1 kg.  Brinquedos quebrados, lâminas de barbear, canetas e negativos fotográficos.  Era esse o conteúdo da pequena sacola de lixo.

Há dois anos o casal Richard e Rachelle Strauss e a filha Verona, de nove anos, se propuseram a reduzir drasticamente sua produção de lixo. A ideia surgiu de Rachelle, mas o marido só se interessou quando assistiu uma reportagem sobre os danos que as embalagens plásticas causam à vida marinha.

A experiência da família pode ser acompanhada pelo site My Zero Waste que se tornou referência sobre reciclagem e tem mais de 70 mil acessos por dia.

 

E você, quantas sacolas utilizou no ano de 2010?

 

Fonte: Ecocidades

Use EcoBags

Use Pense ECO!

www.penseeco.com

Anúncios

Uso de sacolas plásticas caiu 20% nos últimos três anos

Segundo o INP (Instituto Nacional do Plástico), a campanha para uso consciente de sacolas plásticas reduziu o volume de unidades usadas em 20% nos últimos três anos. Cinco capitais (São Paulo, Porto Alegre, Salvador, Goiânia e Brasília) já fazem parte do programa.

“Em São Paulo, onde começamos o programa, um mês após a implantação, as redes de supermercados que aceitaram se engajar tiveram redução de 12% no consumo das sacolas. O Carrefour, por exemplo, gostou tanto da iniciativa que pediu o treinamento para todas as suas lojas na capital paulista e alcançou 40% de redução do uso das sacolinhas”, conta o diretor superintendente do INP, Paulo Dacolina.

No ano que vem, entra em vigor a lei 9.523/08 que determina que sacolas plásticas seja substituídas por outros materiais.

Essa é uma grande oportunidade de empresas investirem em ações que ajudem a diminuição do uso das sacolinhas plásticas. Como a utilização das sacolas de pano, ecobag ou sacolas ecológicas

Fonte: O empreededor

Use Sacolas Ecológicas, use Pense ECO!

www.penseeco.com

Saco é um saco II

Veja agora o segundo vídeo da campanha Saco é um saco que já está sendo veiculado na TV.

Saco é um saco

A campanha saco é um saco continua, agora com mais um material de divulgação com um vídeo de concientização sobre a utilização das sacolas de pano.  A campanha conta com  dois vídeo de 30” que serão exibidos na tv e no cinema e veiculação em rádios, revistas, jornais, internet e deistribuição de folhetos.

Ainda nesta semana vamos exibir o segundo vídeo da campanha Saco é um saco!

Reino sem sacolas plásticas

Brown pede que mercados britânicos não dêem sacolas plásticas
ecobag_uk
Em artigo, prêmie do Reino Unido, Gordon Brown, disse que o objetivo é acabar com as sacolas plásticas

Em um artigo escrito para o tablóide popular Daily Mail, Brown desafiou os supermercados a acabarem de uma vez com o lixo desse tipo de sacolas, em benefício do meio ambiente. “Estou convencido de que temos que atuar e que temos que fazê-lo já. Está claro que nosso objetivo é acabar com as sacolas de plástico, de usar e jogar fora”, explicou o líder. O governo britânico dará um ano para que os supermercados ponham um fim nessa política e ameaça e, em caso contrário, aplicará uma multa por cada sacola dada. Brown se uniu à campanha ecologista do jornal, que dá aos leitores um saco de algodão para as suas compras.  A rede britânica de supermercados Marks and Spencer quis dar exemplo ao anunciar que cobrará de seus clientes, a partir do dia 6 de maio, o equivalente a 6,6 centavos de euro por cada sacola de plástico.  Todos os anos são distribuídos no Reino Unido 13 milhões de sacolas plásticas, material praticamente não degradável, já que permanece intacto no meio ambiente durante centenas de anos.

Fonte: http://www.estadao.com.br

%d blogueiros gostam disto: